Leiturinha: Em algum lugar nas estrelas

image

Sinopse: EM
ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS é um romance intenso sobre a difícil arte de crescer
em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é
desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra
Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu
e seu pai… bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack
é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen
King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele
nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se
sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden.
Early, um nome que poderia ser traduzido como precoce, é uma descrição muito
adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi
como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme
dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com
as pessoas ao seu redor.
Obsessivo, Early Auden tem regras específicas sobre que músicas deve ouvir em
cada dia da semana: Louis Armstrong às segundas; Sinatra às quartas; Glenn
Miller às sextas; Mozart aos domingos e Billie Holiday sempre que estiver
chovendo. Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os
alunos voltam paracasa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e
Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao
encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar
piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de
volta ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em
paz. 

image

Muita gente conhece ou
conheceu a Darkside
Books
 por seus livros de terror, porém,
nem só de terror vive essa editora. Recentemente a Dark lançou e vem investido
em uma linha chamada DarkLove, por meio
da qual a editora convida o público a se deter em histórias nas quais o
fantástico existe para colocar em evidencia a sensibilidade humana. São
histórias escritas por mulheres dotadas com a capacidade de explorar culturas e
épocas diferentes da nossa.

image

É da experiência de criar esse selo, com essa característica
que emerge Em algum lugar nas estrelas da
escritora Clare Vanderpool.

Ambientado no Maine no período pós-Segunda Guerra
Mundial, ela conta a história do encontro e da construção da amizade entre
dois meninos, Jack e Early quando ambos viviam tanto as delicadas passagens da
infância para a adolescência como a difícil tarefa de lidar com a perda de entes
queridos.

image

Jack um menino de 13 anos tem que encarar uma das
perdas mais difíceis da vida, a morte da sua mãe. E como se isso não fosse
trágico o suficiente o seu pai com quem não convive desde o início da guerra,
leva Jack para um internato no Maine. É nesse colégio que Jack vai conhecer
Early, um garoto que a maioria denomina como estranho com manias um tanto
peculiares.
Early, tem um jeito especial de ver o mundo,
também tem um senso de lealdade para com seus amigos que nos emociona e nos faz
apaixonarmos por ele a cada página virada! Esse garoto é uma fofura! possuidor
de uma forma particular de ver e interpretar o mundo, achei ele muito parecido
com o Sheldon do seriado The Big Bang Theory, mas o
certo é que o garoto é misterioso, genial, levemente desamparado, sensível, e
musical.

image

Em
Algum Lugar nas Estrelas é uma daquelas
grandes histórias que permanecem com você por muito tempo, perfeitas para ler
entre amigos ou passar de pai para filho. Tudo que é real pode ser uma grande
fantasia ou uma coincidência inevitável.

Através da amizade que nasce entre Early e Jack,
nós vamos acompanhar um longo caminho onde a lealdade e a confiança são postas
a prova, juntos eles vão enfrentar uma grande aventura que promete mudar
completamente não só a vida deles mas de pessoas que eles encontram ao longo
dessa jornada e também familiares queridos.

image

Outro protagonista dessa história é o número Pi,
3,14, que de acordo com a interpretação do Early, Pi é um garoto e os números
são uma história contada por ele e que aparece no livro sempre depois de um ou
dois capítulos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s